12.9.06

O Dia Depois de Amanhã...

Mais conhecido como quinta-feira (14/09) para os que lerem este post em outra data que não hoje. O Dia Depois de Amanhã não se trata de uma famosa produção cinematográfica onde tudo congelou, mas sim de nosso primeiro dia em terras Canadenses (que não deixam de ser geladas na maior parte do ano).

Este sim vai ser um dia para entrar na história de nossas vidas e assim que estivermos minimamente instalados por lá, tratarei de atualizar o blog. Escrevo hoje o último texto em terras brasileiras.

Enquanto isso vou curtindo a sensação estranha, quase indescritível, da véspera da viagem. Definitivamente, é neste exato momento em que escrevo – 22h30 do dia 12/09 – quando sinto de fato a dimensão do que estamos prestes a fazer. Consigo também dimensionar algo que, até então, era incapaz de fazer: o tamanho da força interior que habita em mim.

Não menos de 30 minutos antes, meus queridos tios Zé/Edna e o primo Murilo (que já se aventurou por três anos em terras Britânicas e sabe bem como nos sentimos na véspera), além do meu compadre Cláudio, chegavam para um abraço e carinhosas palavras de estímulo e votos de sucesso na empreitada.

Eles apenas fecharam um círculo de afagos com palavras que havia se iniciado uma hora antes com expressões e gestos de duas queridíssimas crianças de meu convívio – a Rafaela (minha querida afilhada) e a Claudia (carinhosamente chamada de Claudinha e irmã da Rafaela).
Nestes últimos dias de Brasil, tenho dito que virei mestre nas técnicas do famoso “engole o choro” até para que o excesso de lágrimas não confunda o momento de plena felicidade com qualquer outro sentimento negativo. Na maioria das vezes tenho tido sucesso em lutar com a grande bola de choro que sobe a garganta e pára antes de se atrever em ganhar o mundo exterior. Algumas vezes as técnicas falham. Hoje falharam.

E quando falham, pego o meu livrinho preferido (Buda – o mito e a realidade /Heródoto Barbeiro) que resume bem alguns pontos principais do Budismo – filosofia esta que adotei como minha há cerca de três anos – releio alguns pontos e encontro calma e serenidade novamente...

“Quando não é apegado a um e indiferente a outro, enquanto não se alegra em excesso com o que é agradável, nem se entristece excessivamente com o que é desagradável – então é um homem de perfeita sabedoria” – Bhagavat Gita.

Durmo tranqüila.
*PS – o título deste post foi uma criação de Mauricio Silveira Humer (vulgo – o melhor marido do mundo).

6 comentários:

Anônimo disse...

Boa viagem! Boa sorte!

Acho que vcs não me conhecem ainda, mas venho acompanhando o blog de vcs nos últimos meses e é incrível como a ansiedade nos atinge (leitores). É como se eu estivesse indo com vcs, no dia depois de amanhã.... infelizmente ainda não é a minha vez, e está bem longe dela, mas fico feliz por todos que vão, com certeza em busca de seus sonhos e com a sesação de missão cumprida, não é? Nada melhor do que colocar um objetivo de vida lá na frente, correr atrás e alcança-lo! Sei que essa é apenas a primeira etapa de uma grande missão, mas temos que dar um passo de cada vez!

Fico a espera de novos posts, agora feitos da terra gelada.

Boa viagem!
Fernanda Petelinkar
www.lagrima.blogger.com.br

bruna disse...

Paul, chegou o dia! Foi a primeira coisa que pensei hoje! Tenham uma viagem tranquila e mandem notícias assim que puderem. Farewell! beijos

lizete disse...

Queridos,para mim,o dia depois de amanhã é hoje(00:43).Também formamos (vó Luiza,vó Olga,Pema,papai e..eu um belo bolo de engole choro;de orgulho,felicidade e reconhecimento
pelos seus atos!!Como disse Felipe:quizera eu ter a coragem deles!!Sucesso,Deus os abençôe.Beijos,Lizete.

Anônimo disse...

Paula e Maurício,
estou muito ansiosa por receber notícias da chegada de vcs.

Hoje pela manhã, vindo para o trabalho, tentava resgatar na memória as minhas primeiras sensações ao chegar em Toronto. Fiquei pensando: "será que é algo parecido com que a Paula vai sentir?"..

Nossa, juro que eu pudesse e meu dinheiro desse eu iria, SIMMMMM, passar um final de semana com vcs só para compartilhar desse mar de novidades que vcs estão vivendo. Claro, aproveitaria pra arrásta-los aos lugares dos quais sinto saudade.

Tenho certeza que vc estão bem e felizes.
Lembrem-se: tudo vai dar certo. A força que os impulsionou até aí vai mantê-los firmes durante todos, eu disse todos, os momentos em que precisarem dela.

Um enorme beijo pra vcs!

Ah, um favorzinho: meninos, assim que vcs tiverem oportunidade tomem uma Stella Artois bem gelada acompanhada de um Doritos sabor Guacamole. Depois me contem!

Dani Zuina

Dani e Rafa disse...

Oi!
Sei que vc acabou de chegar, mas deixei uma "missão" no meu blog para vc.
Beijos e bem vinda!!!

*me escreva qdo estiver instalada.

lelé disse...

Só tenho uma coisa a dizer: EXCELENTE! bjs