27.7.07

A indústria da imigração - reflexões

Mencionei no post anterior sobre a indústria que gira em torno do imigrante aqui em Ontario. No entanto, fiz isso meramente levando em conta minhas próprias percepções e experiências em quase onze meses como “alvo” dela - a indústria. Sequer imaginava eu que, um dia depois, leria a constatação do que venho repetidas vezes dizendo e me questionando desde que cheguei.

Logo nas primeiras semanas de qualquer imigrante que chega nas mesmas condições que chegamos, ou seja, com duas malas de roupas, economias, uma mão na frente e outra atrás como se diz na minha terra – o pobre se vê em meio à um turbilhão de siglas e centros comunitários prontos a ajudar. E sim, de fato eles ajudam e muito!

O ponto não é este. O caso é que, conforme o tempo vai passando, vamos percebendo que na realidade estes centenas de centros comunitários (Costi, NoW, Job Start, JVC, ACCES, isso só para ficar nos mais famosos) fazem exatamente a mesma coisa e possuem a mesma idéia. No final das contas, estão todos lutando por fundos repassados pelo governo para garantir sua existência. Até aí, sem problemas, estão “na deles” para usar a gíria dos adolescentes.

O que não sai da minha cabeça desde que cheguei, ou melhor, uns 4 meses depois e de frequentar dois dos programas, entender o emaranhado de siglas e propósitos, é a seguinte questão – “Por que é tudo tão pulverizado? A causa é nobre, as intenções boas e o dinheiro existe. Entretanto, porque não juntar forças e orçamento e unificar um pouco mais?”

Ajudaria os pobres dos imigrantes que ficam mais perdidos do que "cego em tiroteio" em sua primeira semana – fato que, no nosso caso, só foi amenizado porque o marido em nosso terceiro dia por aqui foi até o Centro de Informação Comunitária Brasil Angola do Gean que faz um trabalho digno de nota por lá – e principalmente otimizariam os recursos humanos e financeiros injetados.

Eis que pela manhã me deparo com a notícia de que o ministro da pasta da Imigração e Cidadania Canadense - Sr. Mike Colle – acaba de retirar-se do cargo à 11 semanas das eleições de Ontario devido à um “probleminha” na administração do repasse de verba aos chamados centros comunitários multiculturais!

Ponto positivo disso tudo? Estamos no Canadá e, desde que o jornal Toronto Star começou a série (que este blog vem acompanhando de perto) focando este problema, as coisas vem estourando o que culminou no fato de hoje. O que certamente vai colocar o assunto em voga para debate.

Outro ponto muito positivo? Nunca aproveitei tão bem um verdadeiro período sabático "forçado" em favor do meu Ócio Criativo como tão bem batizou Domenico de Masi em um de seus melhores livros de mesmo nome.

Ótimo fim de semana!

7 comentários:

LIZETE disse...

OBA!! ESSA É MINHA PAULA!!
AO LER, SEUS TRÊS ÚLTIMOS POSTS,MAIS UMA VEZ,REAFIRMO:O JORNALISMO,É RELMENTE, SUA ÁREA!!
E..DAQUI..TÃO LONGE..E, COMO LEIGA, CONSIGO ENTENDER O QUE SE PASSA, AÍ EM TERRAS CANADENSES, NO QUE DIZ RESPEITO, AO IMIGRANTE E, SUA INTEGRAÇÃO PROFISSIONAL!
PARABÉNS/BEIJOS/SAUDADES!

Nancy Moises disse...

“No conforto de uma palavra,
O aconchego de um amigo...”
(Nancy Moisés)
Tem um Selo Poético em meu blog p/vc.
Bjs e um ótimo final de semana.
Ops deve ser uma doideramesmo chegar em um pais estranho sem conhecer língua , costumes,mas sabe acho que se atreve a isso serem corajosos e vencedores.Sempre tive inteções em fazer tal, mas as oportunidades ou melhor a vida tomou outros rumos, sou meio cigana mas me aventuro por terras nossas mesmo.
Saudades de tdo por aqui, vc escreve e se expresa muito bem e claramente.Parabens..
Te convido a conhecer tbem o meu site Poetisa das Minas Gerais..

http://poetisadasminasgerais.50webs.com

Nancy Moises disse...

ops voltei o endereço do blog foi errado.rsrs
bjs desculpa ai..

K disse...

Oie!

Mais uma vez uma notícia interessante. Esse é o blog mais informativo que tem!

Tomara mesmo que façam uma reviravolta nessa política relacionada aos imigrantes...

Beijo,

Camila.

PS: Obrigada pelo comentário... se nós formos pra Toronto, pretendo fazer o curso de Law Clerk no Seneca.

Thelma disse...

Paula, estou adorando as suas aventuras em Toronto (nisso inclui as maridão também)! Você realmente tem o dom da escrita, viu? Já está nos meus favoritos!:-)
Eu também decidi voltar a estudar em terras canadenses pois sou como você, tenho que ter a mente ocupada. ;-)
Beijocas

Katiane disse...

Brilhou amiga!!!!!!!!!

Eliane disse...

Tens o "dom" mesmo! Beijos e parabéns. Eliane