25.7.07

Cutucando a "ferida" - Reflexões

O economista chefe do Toronto Dominion Bank, Don Drummond, deu hoje uma entrevista ao jornal Toronto Star como poucos já deram - ao menos nestes quase onze meses de minha nova vida por aqui.

O executivo toca em uma "ferida" que, sinceramente, deveria ser mais "cutucada" por formadores de opinião como ele. O chavão - "O imigrante é a chave do sucesso para o desenvolvimento da economia Canadense" - quase que cristalizado em todas as matérias, entrevistas e, principalmente material promocional de escolas e toda a indústria que gira em torno dos imigrantes por aqui.

Eu nunca, em nenhum momento dos quase dez anos de sonhos e planejamentos para chegar onde estou hoje, cheguei nem sequer perto de ter como o motivo da mudança a minha carreira!

Claro que, uma vez que cheguei estou me esforçando o máximo e fazendo de um tudo para me recolocar no que gosto de fazer. Entretanto, quando perceber que vou começar à bater cabeça mudo de rumo sem nenhum problema . Afinal de que valem todos os meus outros dons e paixões? Para serem utilizados quando necessário. Entretanto, seria egoísmo demais da minha parte tratar e pensar nisso como apenas um "problema" particular.


Daí eu ficar sempre refletindo. Trata-se de uma análise mais macro que apenas somos capazes de fazer quando vivemos aqui e conforme o tempo vai passando. Quando li este artigo pensei – admiro este diretor! Me deu vontade até de escrever um e-mail para ele elogiando a iniciativa, aliás acabo de decidir que vou fazer isso.


É senhor Drummond, eu também não entendo!

Boa leitura à todos!

4 comentários:

Jeanne disse...

Infelizmente a imagem que vendem do Canadá para nós é a de que aqui é a terra das oportunidades, mas não é bem assim. O Pedro e eu viemos com os pés no chão sabendo que não ficaríamos ricos aqui, aliás, não foi para isso que viemos.
O que mais me deixa chateada é que o que ocorre é justamente o contrário: TUDO para o imigrante é mais difícil. Estamos sentindo isso na pele neste exato momento com a quase impossibilidade de alugar um apartamento porque não temos histórico de crédito. Se éramos picaretas ou idôneos no Brasil não interessa. Aqui somos culpados até que se prove o contrário. rsrsrs
Claro que estou exagerando um pouco, mas é bom que a galera que quer vir para cá e acha que tudo é um mar de rosas ponha os pés no chão e tenha peito aberto pra levar um monte de NÃO na cara...não é fácil. Bola pra frente!
Bjs!

Pedro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jeanne disse...

Paula,

Meu e-mail é jminozzo@gmail.com
Toda ajuda será bem vinda.
Estou pesquisando uns preços em B&B mas o mais barato que achei fica looooonge, uma tal de 33 Beaty Avenue. Não sei nem se tem metrô por perto.
O contato da chinesa pode ser uma saída tb.
Bjs e obrigada!

K disse...

Eu adoro essas suas dicas de colunas nos jornais! São sempre leituras muito interessantes.

E, realmente, eles tinham que se tocar que estão chamando um monte de imigrantes, mas não estão dando as ferramentas necessárias para que eles façam o que é esperado: manter a economia canadense.

O jeito é nadar contra a maré...

Beijo,

Camila.