5.10.06

Testando o Inglês - CLBA

Acho que já mencionei por aqui toda a estrutura que o Governo Canadense possui montada para receber o imigrante. Há Centros Comunitários espalhados por toda Toronto. Os mesmos funcionam, parte graças ao trabalho voluntário que é muito forte por aqui e parte aos investimentos que o próprio governo injeta nos programas de ajuda ao imigrante recém-chegado.

Como os mesmos são incrivelmente interligados uns aos outros, quando você sai andando pela cidade e entra em um, acessa informação de outros e assim começa o ciclo de quem chega por aqui. Logo nos nossos primeiros dias de Toronto o Maurício foi até o Centro Brasil Angola e lá foi muito bem orientado pelo Gean que coordena um belo trabalho de ajuda aos imigrantes da língua portuguesa que por aqui chegam.

O mesmo nos orientou sobre os cursos de idioma que o Governo Canadense oferece gratuitamente para o imigrante. Para tanto, quem chega pode se dirigir à um dos centros que fazem o teste para certificar o seu grau de conhecimento do idioma para, depois, encaminhar você para a turma mais adequada.

Estivemos no YMCA no dia 27 de setembro que marcou nosso teste para 4 de outubro. Trata-se do CLBA (Canadian Languages Benchmarks Assessment) certificado que o Centro de Informação, Cidadania e Imigração Candense oferece gratuitamente para acessar o grau de conhecimento do idioma.

Ontem (4 de outubro) fomos fazer o teste. Composto de 4 etapas (oral/audição, leitura e escrita), o teste me tomou uma hora e meia e não oferece dificuldades para quem saiu do Brasil com um inglês do intermediário para o avançado. A escala de nota vai de 1 a 8 e como, atualmente, o governo mantém turmas para quem tirou até nota 5 ou 6 no teste, se você tirar 7 ou a máxima 8, não é encaminhado para o LINC .

Foi o meu caso. Depois que terminei os testes, aguardei 15 minutos e a supervisora já veio com as minhas notas. Apesar de sabermos que cada um que chega possui necessidades e históricos diferentes, acreditamos também que, apesar de ouvir e acompanhar experiências de quem chegou antes e fez coisas parecidas ser de extrema ajuda, precisamos ter nossas próprias experiências e tirar nossas próprias conclusões.

Daí entendermos que, em cada lugar destes que vamos (apesar de nem sempre nos ser totalmente necessário), estamos aos poucos (mesmo sem perceber) nos inserindo na sociedade, falando e ouvindo gente falar em inglês e outros mil idiomas diferentes (esta é Toronto!). Enfim, interagindo. Claro que para o Governo Canadense (e para nós mesmos) quanto antes estivermos trabalhando melhor e eles trabalham bem para nos ajudar neste sentido. Entretanto, acredito que, principalmente no primeiro mês, todos estes locais que temos ido tem feito muito este papel de integração nas sociedade Canadense.

Nossos telefones tocam e já atendemos sem ficar pensando “vou ter que falar inglês”. Temos que ligar para estes lugares agendando palestras e cursos. Só agora percebo o quanto este tipo de estrutura organizada nos ajuda nestes primeiros dias a criar atividades em torno dos assuntos canadenses até que não tenhamos as nossas próprias criadas em torno do nosso trabalho.

O teste escrito de ontem, por exemplo, me contava a história daqueles que primeiro chegaram no país – os fundadores. Claro que cada um aproveita da maneira que achar melhor mas nós continuamos seguindo o que sempre foi nossa filosofia de vida – aproveitar ao máximo o que nos é oferecido AGORA. No mínimo, alguma coisa você sempre leva consigo.


Ah! Além de tudo isso, trouxe para casa as minhas notas (8 no listening e speaking, 8 no reading e 7 no writing) que precisarei apresentar para participar do NOW (treinamento de um mÊs que o governo oferece para profissinais que possuem diploma internacional e tiram mais do que 6 no teste que acabei de mencionar) que começarei a frequentar no próximo dia 10 de outubro.

Quanto ao Maurício, antes que o fã clube dele se agite e pergunte, ele foi encaminhado para fazer o LINC mais próximo de onde moramos agora. Tirou a nota máxima para entrar no LINC.

2 comentários:

Luly :) disse...

Oie!

Então escolheram fazer o NOW? Vcs vão gostar!

Bjos

Luly

Lizete disse...

Olá ;eu ...como não entendo nada de inglês...mas, muito de emoção;
sòmente direi:"sucesso e sucessoe...e...sucesso!!Beijos Lizete.