13.10.06

Campanha Contrate um Imigrante

Um rapaz caracterizado com uniforme de quem trabalha em cadeia de fast food entrevista um homem de terno e gravata. Destaca seus empregos, graduação, além de seus MBAs e finaliza com a questão que comprova a inadequação da formação do entrevistado para a função. A dramatização (veja video abaixo) que terminava com um o slogan "Se o Canadá é a terra das oportunidades, qual o motivo de engenheiros trabalharem em fast foods?" chamou-me a atenção enquanto via TV hoje.

Tanto que no mesmo instante corri para o computador buscar o site da Campanha HireImmigrants e pude perceber que trata-se de uma campanha "educativa" totalmente voltada para estimular os empregadores Canadenses a aproveitar melhor o potencial de imigrantes que chegam com qualificação internacional. Encarar isso como tal e não como "falta de experiência Canadense".

Como tudo na vida, há os dois lados da moeda nas entrelinhas de uma Campanha como esta. De um lado, a realidade de profissionais altamente qualificados e com experiência em suas áreas no país de origem que aqui acabam por trabalhar em funções que não aproveitam seu potencial (sem demérito algum à qualquer função que é nobre enquanto trabalho. Entretanto, a questão é meramente da não adequação). Ao fazer uma campanha destas o governo assume que os empregadores ainda resistem à falta da "experiência Canadense".

Por outro lado, há a certeza de que algo precisa ser feito e está sendo por meio de orgãos como o TRIEC . O governo sabe que a mão de obra qualificada nascida no Canadá está encolhendo (quando não se dirigindo para os EUA) e a oferta de trabalho aumentando. O número de imigrantes que, em 2001, chegou em Ottawa com Doutorado foi o dobro do que as duas universidades locais juntas podia formar.

Ainda de acordo com dados da Campanha, na década de 90 cerca de 40% dos imigrantes que chegavam tinham ao menos um diploma universitário se comparado à média de 22% dos Canadenses com a mesma qualificação.

De um lado estão os números que não negam. De outro o Governo que reconhece a necessidade de os empregadores Canadenses adotarem como Cultura "Vital" a contratação de imigrantes qualificados em posições onde possam render seu verdadeiro potencial. Resta unir as duas pontas. Justamente aí reside o objetivo da campanha.

Nós, imigrantes recém-chegados, sabemos das dificuldades de inserção na sociedade e que isso não se dá da noite para o dia mas nos juntamos à campanha e bradamos - CONTRATE UM IMIGRANTE!


Interview

4 comentários:

Lizete disse...

Oba!! Levei um susto ,ao ver o video (o entrevistador)!!! Com quem se parece ,de súbito???
Bem,...o Canadá é um país jovem...
em expanção...necessita e muito dessa mão de obra especializada; daí , as campanhas... É parece incrível ,mas o Brasil tb. passou por isso ,na década de setenta!!!(grande crescimento!).E...Viva ! TRIEC ...e a Campanha "Contrate um
(dois ou...os amigos que ainda estiverem nessa situação)IMIGRANTE"
Beijão...Abraços e..saudades...
Lizete/Paulo.

Leslie disse...

Queridos amigos, que bom saber que o governo canadense sabe o quanto eles estão perdendo ao não aproveitar por completo a experiência do profissional imigrante! Espero que a campanha traga resultados positivos para todos os que estão na mesma posição que vcs. bjs com sds Le

Fabi disse...

Gostei da campanha :)! Para ajudar, podemos comecar com uma uma passeata para distribuicao de resumes na Bloor - das duas uma: ou seremos contratadas, ou expulsos!!!!! Bjokas

Dani e Rafa disse...

Oi,
A boa notícia é que pelo menos com todas as pessoas que conversei até o momento assumiram que as suas empresas estão cheias de imigrantes, e por enquanto eu e o Rafa não percebemos nenhuma resistencia dos empregadores em relação a isso, o que torna um fator extremamente positivo. É só ter um pouco de paciência, um resumé feito da maneira que eles querem ler e algumas horas de pesquisa na internet que tudo vai dar certo.. A campanha é boa, apesar de eu acreditar que ela não é necessária, o povo aqui realmente tem um coração e a mente aberta para os "novos".