20.8.06

O Visto de Residência Permanente

Como muitos nos têm perguntado como conseguimos o visto para emigrar, hoje vou contar um pouquinho como foi. Antes de detalhar o processo em si, faz-se necessário explicar que a categoria do visto adquirido por nós é chamada de Visto de Residência Permanente.

Diferentemente dos vistos de turismo (com curta duração que tiramos para viagens de férias ao exterior), de trabalho (concedido à profissionais que passam determinado período no estrangeiro trabalhando) e até mesmo o de estudante (quando alguém faz cursos de especialização fora), para obter o Visto de Residência Permanente o candidato precisa aplicar para o Programa de Imigração Qualificada mantido pelo Consulado do Canadá (outro país que mantém programa semelhante é a Austrália).

Como há muito tempo ja tínhamos o desejo de viver fora do país por muito mais tempo do que apenas uma viagem de férias ou um curso de intercâmbio, não era de hoje que vínhamos lendo e nos informando sobre qual seria a maneira Legal (oposto de ilegal) de realizarmos este projeto. Outra ressalva a ser feita é o fato de haver dois processos diferentes no Canadá : via Quebec (províncea Franco-Canadense) e o Federal. Nós optamos pelo segundo e o caminho percorrido foi:

Foram exatos doze meses (vulgo um ano) desde o primeiro passo para iniciar o processo - a obtenção do certificado de Proficiência no idioma inglês via IELTS (International English Language Testing System) - até o Consulado Canadense nos ligar com a notícia de nossas vidas!
A cronologia bem resumida foi a que segue:
10/11/04 - recebemos a nota do IELTS
12/11/04 - demos entrada nos requerimentos de certidões de antecedentes cíveis e criminais
3 a 17/12/04 - levantamos e reunimos toda a papelada exigida
02/01/05 - finalizamos o preenchimentos dos formulários de aplicação e os enviamos ao Consulado.
02/11/05 - Consulado nos ligou avisando que sairam nossos vistos.
Entre Janeiro e outubro de 2005 foram os trâmites finais que incluiram exames médicos (chapa de pulmão, anti-HIV, sifilis, análises clínicas) . Estes exames foram enviados para Trinidad Tobago (não me perguntem qual motivo pois não faço idéia) e em 15 dias o Consulado nos ligava dizendo que o visto estava pronto.
Daí foram mais cinco meses até colocar em prática todo o planejamento de sair do emprego, liberar apartamento e chegarmos até hoje há menos de um mês do nosso embarque ! Já ouço a voz sem rosto do aeroporto repetindo: "Passageiros com Destino à Toronto embarquem pelo portão 8, última chamada".

Um comentário:

Luly :) disse...

olá Paula!

Pode ficar tranquila que o nervoso vai ser tanto que vc nem vai ouvir eles chamarem pro embarque!!! :)

Até mais!