3.1.07

E o moço do gás bate à porta...

Não, não aquele do famoso caminhão que ecoa a musiquinha estridente e repetitiva responsável por me acordar domingo sim, outro também nos tempos de Brasil! Imaginem como eu adorava aquilo! (sim, sei a origem da música mas mesmo assim).

Pois bem, um dos vendedores que bateu à minha porta dia desses foi literalmente o do GÁS - a commodity sabe. Ah tá…. Vamos à realidade nua e crua dos fatos :

DIA 1

O casal ouve dois sonorous “KNOCK KNOCK” on the door… A esposa abre a porta sem utilizar o “olho mágico” (isso que dá não morar mais na tensão diária de SP “capitar“).

Do outro lado, o moço de dois metros de altura usando um sobretudo preto, um crachá até então não identificado por mim e com um sorriso de orelha a orelha inicia o diálogo da inusitada cena em minha vida.

- Hi…. Estou procurando pela pessoa responsável pela conta da Enbridge (fornecedora de gás natural e energia elétrica). Ao ouví-lo, mais que prontamente disse - sou eu mesma moço (esta conta esta em meu nome).

- Posso ver a sua conta?

Coincidentemente, eu estava com a Enbridge na cabeça me perguntando se um dia eles vão querer cobrar o nosso primeiro mês e nos enviar a conta para que possamos pagar. Nossos vizinhos já haviam nos alertado que o sistema de contas por aqui é bem confuso de entender no começo e difícil de planejar. (Ai que saudades do tempo em que eu sabia a data de vencimento de todas as contas!)

Voltei para dentro de casa e, ingenuamente, disse ao marido se tratar do pessoal da Enbridge e que eu estava aproveitando para entender quando viria a nossa primeira conta…..Ser imigrante é padecer no paraíso!

Quando voltei para o Neo e conversei um pouco mais com ele pude entender que não se tratava da Enbridge mas sim da Direct Energy que, no dia seguinte fui entender que nada mais é do que a dona da Enbridge , compliciou? Você é normal.

Vamos lá - A Enbridge apenas distribui o Gás natural que chega às nossas casas e a Direct Energy é a “dona” do gás, fornece a commodity para a Enbridge.

- Moço, veja bem, não vou preencher e assinar um formulário inteiro de um plano “sei lá das quantas” sem antes falar com o meu marido (Encenar a esposa “submissa” sempre foi uma das técnicas milenares por mim utilizadas para me livrar de vendedores e ganhar tempo para pensar e entender melhor as coisas - neste caso a segunda alternativa é muito mais verdade. )

- Eu mesmo preencho para a senhora , bla, bla , bla…
- Eu tenho um prazo para fazer isso?
-2 semanas
-Então pronto . Pode deixar comigo que eu entro em contato. Boa noite, passar bem e recomendações aos seus.

Peguei o folheto de 4 páginas cheio de asteriscos no rodapé, guardei e disse ao marido que seria a minha tarefa de casa ler aquilo e entender melhor pela manhã.

DIA 2

Dois dias depois, mais ou menos no mesmo horário, bate à porta outro moço muito parecido (desta vez utilizei o olho mágico)… Parafraseando o vizinho Wander, o moço era “Matrix” total - só faltavam os óculos escuros pretos.

Pensei comigo, ele já voltou?

Não , era outro cara de outra empresa e concluiríamos, depois de estudar o assunto por algumas horas, que se tratava de uma concorrente oferecendo o mesmo plano.

- Neo fala - quem é o responsável pela conta do gás?
-Paula responde - está falando com a pessoa certa ..(Lá vou eu de novo ..)

O sujeito agora representa a Ontario Energy Savings e, ao contrário do primeiro, foi bem mais vendedor explicando tudo , mostrou gráficos (sabe que a minha paciência para isso ficou bem maior depois que mudei para cá pois sempre penso que estou praticando inglês nas situações mais variadas do cotidiano e a grana que custava para simular isso tudo em escolas de idioma com professores não nativos lá no Brasil) comparou os preços do gás natural de 2000 até 2006...

Pegou o meu nome e fone e disse que a empresa me ligaria em duas semanas….Entrei processando as informações e disse - marido, esta era outra empresa me parecendo oferecer a mesma coisa só que me pediu para assinar um papel dizendo que os autoriza controlar e garantir que a Enbridge não praticará variação nos preços mensais do gás pois enquanto commodity, o mesmo varia de acordo com o Mercado (bendito estágio na Bloomberg e curso de jornalismo finaceiro que fiz na BM&Fno início da carreira!!).

-marido - o que estava escrito no papel que assinou ?

-esposa - Exatamente o que acabei de dizer e também que eu estou protegida pelo Consumer Protection Act, 2002 que diz que eu posso cancelar qualquer coisa (mesmo tendo assinado) em dez dias a contar da data de hoje….

- ele te deu algo? Papel , recibo ..
- nada

Um olha para a cara do outro e o outro para a cara do um … sensação esquisita de não entender o que está acontecendo (a gente se acostuma com ela na condição de imigrante recém-chegado mas ela continua sendo esquisita).

Esposa inquieta coloca no canal da TV que nos mostra o entra e sai da recepção (sim, temos big brother particular) e visualiza o moço que ela assinou o papel saindo….

-Esposa temendo se tratar de um SCAM - Vou até a recepção perguntar quem é e de onde é este sujeito(já achando super esquisito baterem nas portas de todos em um condomínio .. Lá em SP os murais do condominio nos avisavam.. Hoje vc receberá a visita da dedetizadora x , etc… mas é a tal história,, somos novos aqui, não sabemos ainda como o sistema funciona e vamos dançando conforme a música ou a ausência dela).

Esposa - Marido vamos comigo.. Quatro ouvidos e dois cérebros ouvem e entendem melhor o que se passa ou não…

Nos preparávamos para descer quando dei de cara com o outro representante no corredor.

Não tive dúvidas, agora entra em cena a Paula repórter de campo (por redirecionamento de carreira, a última vez que fiz isso profissionalmente faz muito tempo mas faço diariamente na vida eheh) ..

Paula perguntava e marido ouvia…

-oi, vc poderia me explicar melhor umas coisinhas…(para que meu marido tambem ouça…o jogo da esposa “submissa” de novo).

Quem vc representa? Como isto funciona ?

Assinei um papelzinho com o seu colega que acabou de sair e ele não me deu nada…

Como não!!! Então aquilo que você assinou não me vale nada… (eu pensei UFA!)

Bem, aí fomos entender que o moço que batera na minha porta era novo no ofício, atrapalhou-se e não fez nada do que era para ter feito.

Perdemos mais um tempo com este que nos apresentou a empresa, os folhetos, deixou a proposta conosco, etc…Voltamos mais aliviados por entender um pouquinho mais tudo o que estava acontecendo..

Conclusões

- Pelo que percebi o condomínio permite que representantes de empresas devidamente uniformizados e com crachás batam de porta em porta para fazer o famoso ‘door to door selling” (era isso que eu temia, a volta dos tempos do interior quando eu morava em casa e batiam na minha porta direto… esta era uma das pouquíssimas vantagens que eu encontrava em morar em prédio em SP.. Nem o cara da pizza podia subir por razões óbvias de pânico até de nossas sombras.. Como aqui não há isso…)

- A Enbridge distribui o gás natural, processa e envia a minha conta mensal ou bimensalmente ou quando eles concluirem que já está muito grande o gasto (jesus!)-A Direct Energy é fornecedora do gás natural que a Enbridge distribui e também sócia majoritária, vulgo dona da Enbridge.

-E a Ontario Energy Savings é outra fornecedora do gás (concorrente da Direct Energy - eles dizem que não mas é).- Em Ontario, a energia elétrica é subsidiada pelo governo, portanto os preços controlados pelo mesmo. Já o gás natural , enquanto commodity, não passa pelo controle do governo e o preço oscila de acordo com oferta e demanda e intempéries do Mercado. (daí as ofertas de planos para controlar isso)- Os representantes que batem à sua porta são todos figurantes e dublês do Neo no filme Matrix…

- Saudades das contas da Light (famosa ELETROPAULO) . Não dá nem mais para brincar usando os termos da minha terra para o marido dizendo “Apaga a luz do banheiro, vc é sócio da LIGHT”?

- E até o caminhão do butijão azul com sua musiquinha estridente que tantas vezes me acordou, me veio à mente em meio ao turbilhão de novas informações que estamos adiquirindo e experiências que vivemos para entender o sistema de distribuição e comercialização do gás e da eletricidade em Ontario.

EM TEMPO - todos os representantes foram extremamente educados e prestativos mas em nehum momento, nehum deles subiu pelas paredes feito o Neo em Matrix. Magoei. -

5 comentários:

Leslie disse...

Senhor da Pátria! Minha cabeça entrou em parafuso! Acho que não iria abrir a porta para ninguém... bjs

Caldêra disse...

Que confusão! To mandando por sedex uma caixinha de fósforo e uns gravetos pra uma fogueiriha na sala. Cozinha e faz luz...hahahah
beijoca

Cíntia Zanellato disse...

Oi, Paula!
Meu nome é Cíntia. Eu e meu marido Rodrigo estamos de mudança para o Canadá (Toronto) também. Somos de SP, e partimos em menos de um mês.
Acabei de conhecer seu blog e gostei muito!
Estamos naquela fase de procurar casa e apto, e na correria!!!
Vc está morando em Toronto, né?
Tenho algumas dúvidas sobre moradia, será q vc poderia me dar umas dicas? É sobre localização... pois tenho visto tanta coisa na Internet, mas é muito difícil separar o joio do trigo em termos de local. Se preferir pode me escrever no cintiazanellato@hotmail.com.
Um abraço e desde já te agradeço,
Cintia

lizete disse...

Santo...Cristo!!!Se na cabeça da Lé...deu um nó...imagina na minha!!!hehehee...mas vc foi muito rápida e prá variar,descreveu o fato...muito bem!!Só...gostaria de ver as carinhas de vcs...!!! bjs

Andrea Tagliaferro disse...

Nossa... ja estou até vendo a confusão quando nós chegarmos aí....
ai, meu Deus!!!
Beijinhos

Andrea Tagliaferro
atag@mail.com