13.7.06

Montanha russa de emoções

VOLTEI! a falta de atualizações deve-se ao complô que o meu computador resolveu debelar contra a minha pessoa. Greve da máquina. Agora tudo funcionando novamente, posso dividir com os queridos leitores as sensações, emoções e a rotina que antecede a realização de nosso grande projeto de nos mudarmos para o Canadá.

Como diria a minha querida amiga Patrícia Leite "SOCORRO POLÍCIA"!

A cada dia que passa, os meus sentimentos mais parecem uma verdadeira montanha russa, oscilam entre a mais completa felicidade e a tristeza por partir e deixar os queridos por aqui. Apesar de eu ser uma pessoa que nunca gostou muito de despedidas, confesso que, desta vez, acho muito importante para o sucesso do meu estabelecimento no Canadá, que as despedidas sejam feitas e cada ciclo seja fechado da melhor maneira possível. Assim como já foi na despedida do trabalho, do kung fu...

Este final de semana encaro a despedida dos amigos em São Paulo e faço um apelo aos mesmos. Encaremos como mais uma de nossas reuniões antes da partida de alguém para uma temporada, um intercâmbio no exterior que seja ok? Se eu chorar neste fim de semana o mesmo tanto que chorei ao deixar o pessoal do trabalho, precisarei de doses extras de hidratação corporal e paramédicos.

E só de pensar que ainda não é a última ! haverá as despedidas em Boituva da família (socorro) e dos amigos de lá, além do aeroporto é claro !! apesar de tudo isso ser muito duro, acho extremamente necessário, mas vamos encarar assim : estamos indo para uma temporada no Canadá e um dia (só não sabemos quando) nos veremos novamente com toda a certeza! porque eu e o Maurício AMAMOS muito todos vocês!! Só temos a certeza de que precisamos desta experiência de Vida!

Caso contrário, quem seriam os amigos para contar as fabulosas aventuras pelo mundo afora? Leslie querida, recupere-se bem deste tornozelo para a nossa aventura no Alasca hein! Quando formos fazer, faremos questão da sua presença amiga! Mas enquanto isso, vamos seguindo com as que antecedem a minha partida.

Hoje tirei a manhã para cuidar do carro - troca de óleo, carter, filtro de ar, calibragem de pneu e até teve direito a uma ducha! Muitos podem imaginar que o mais difícil para uma mulher (vou adiantando que eu não sou parâmetro, até pneu eu troco.) teria sido a escolha quando o moço do posto perguntou : " qual vai ser o óleo dona?" Bem, antes as letrinhas saissem da boca das pessoas para que pudessemos lê-las e não teríamos apenas que ouví-las para entender! Como desejei isso naquele momento!!

Pedi para que ele repetisse umas dez vezes cada frase que dizia até poder entender uma só palavra. Pensei - deve ser alguma pegadinha para que eu já me sentisse em terra estrangeira tendo que desvendar o que acontecia sem entender o idioma local! O caso é que o meu grau de entendimento do inglês é muito maior do que o dialeto parente do português que eu ouvi hoje!

Após ter conseguido "ouvir" o que ele falava, aí sim ficou fácil. Ah , sim , eu disse - manda ver o Lubrax Tecno moço . "a dona não quer o Sintético ? é o melhor que tem..." Não moço , sempre coloco o tecno e o carro nunca deu problema! "um litro do melhor que tem" custava o dobro do que eu uso ... Bonito , tudo feito ...

Pobre do moço. Trabalhou direitinho. O caso é que ficamos muitos anos habituados a tratar com executivos em reuniões e escritórios e acabamos esquecendo que há um Brasil lá fora tão trabalhador quanto e que fala muitas "línguas"...

Ah! e por falar em língua, os meus dentes estão mais felizes! Comecei a tirar o aparelho ortodôntico ontem!! Liberdade aos dentes! Só quem já usou sabe o quanto é chato e sufocante este monte de coisas entre a boca e os dentes... Ainda bem que finalizei a tempo o tratamento pois no Canadá é muito caro (mais que aqui) um tratamento dentário , quanto mais ortodôntico.
FUI

4 comentários:

Leslie disse...

Excelente amiga! Agora vc entende porque tenho que mudar de nome toda vez que peço para seu porteiro me anunciar (ahahahaha!!!). Contagem regressiva hein? Estarei aí na sua casa no sábado. Eu e meu gesso. Vc tem canetas anti-depressivas para que as pessoas assinem, além da bandeira brasileira, o meu gesso com saltinho Luiz XV? bjs com sds le

Leslie (depois da festa de despedida) disse...

Os sonhos realmente acontecem. A prova maior disso é ver meus amigos Paula e Maurício se despedindo da vida que eles fizeram no Brasil para começar tudo de novo em outro país, O Canadá. Fui a festa de despedida deles ontem e, confesso, a admiração que eu já tinha por eles, ficou ainda maior.
É, amigos também ensinam... com eles eu aprendi que, às vezes, temos que desistir de algumas coisas para conquistar outras ainda maiores. Eles deram adeus aos empregos, as rotinas, aos momentos com a família e amigos conquistados ao longo da vida aqui no Brasil para simplesmente RECOMEÇAR.
Qualquer pessoa no lugar deles estaria com um medo danado do que estar por vir. Afinal, recomeçar nunca foi uma palavra querida em nosso vocabulário. Dá a impressão de que tudo o que vc fez até agora não valeu nada. Quem nunca falou "Putz, vou ter que começar tudo de novo?". Seja para um texto perdido no computador, para uma carta rasurada, para a busca de um grande amor depois de uma decepção, para um jogo cujo castigo é recomeçar a jogar... enfim, recomeçar nunca foi sinônimo de coisa boa. Mas, a Paula e o Maurício me mostraram um novo significado para esta palavrinha.
Outra lição que eu tiro desta amizade: o respeito a individualidade, a compreensão, a paciência, o saber ceder, o sonhar juntos...tudo isso é tempero para um relacionamento de tantos anos dar certo.
Uma das grandes atrações da festa de ontem foram os painéis de fotos que a Paula montou. Eu estava em quase todas!!! Senti orgulho ao perceber que, ao longo destes quase 10 anos de amizade, eu consegui fazer parte de momentos importantes e históricos da vida deste casal. Ao invés de tchau, vou dizer somente duas palavrinhas: muito obrigada!
Amigos (Paula e Maurício), look well, vocês deixarão marcas aqui no Brasil! Nobody deserves sentir tanta saudade assim!
Foi um prazer!
Beijos na Emengarda!!!!
Até breve!

bruna disse...

a permanência na festa de despedida foi pequena, mas o aperto no coração na hora de ir embora foi beeeem grande. depois de tudo o que Diorio disse (maravilhosamente bem) no comentário anterior, só posso dizes que vocês são uma inspiração. beijos pra vocês dois, e é aquilo que eu disse ontem: não preciso desejar sucesso porque, nessa história de vocês, o sucesso não é meta; ele tem sido o caminho e vai continuar a ser.

Caldeira disse...

Pois é: eu fiz aquilo que me disseram para fazer uma vez e deu certo: desfoquei. Coloquei na minha cabeça que aquele era só mais um dos nossos queijos e vinhos - animadíssimo, como sempre - e curti a presença de amigos tão queridos! Fiz isso porque se eu chorasse de novo o tanto que eu chorei aqui não ia ter bombinha suficente...hahah
Depois do que a Lé escreveu - lindo, lindo mesmo - fica até difícil dizer qualquer outra coisa: concordo com ela em cada uma das vírgulas. O painél de foto realmente me levou lá pra trás, uns 3 anos e me fez lembrar de todas as vezes em que eu precisei de ajuda, de orientaÇão, de colo e carinho e vcs estavam lá ; ou das vezes em que o momento era de rir - Andaraíiiiiii - e vcs tbm estavam lá (inclusive lá começou a saga do pijama com bolso, que persiste até hoje).
Vou sentir uma falta absurda de vocês, mas o que fica mesmo é o orgulho de ter como amigos seres tão bacanas e iluminados. A Coragem de vocês me inspira e olha, quando eu me refiro a Coragem quero dizer coragem não sobre as coisas práticas - emprego, casa, dinheiro , comida, nada disso. Falo da coragem do coração. Aquela que pouca gente tem. Aquela coragem que é mais uma certeza de que quem ama vocês vai estar sempre aqui, e nada muda isso, nem a distância.
beijo!