15.12.07

33 anos de vida!

Enquanto todos celebram o início de um novo ciclo no mundialmente famoso Primeiro de Janeiro, eu começo mesmo o meu novo ano um pouco antes. Renasço a cada ano no dia 17 de dezembro - mais conhecido como meu aniversário - ou o dia em que minha querida mãe foi para a maternidade do Hospital Samaritano em Sorocaba dar à luz.

O segundo aniversário fora do País de origem e das minhas raízes – será que as tenho ou tive um dia? (quem sabe no meu aniversário de 43 anos eu consiga responder estas e mais outras questões que tenho feito para mim mesma) – vem cheio de significados para mim.

Sempre gostei muito e vou continuar gostando de fazer aniversário por este turbilhão de reflexão e renovação de mim mesma que a cada ano que passa acontece. Não há dúvidas de que a experiência profunda e emocionalmente marcante da imigração ajuda a acentuar ainda mais este cenário.

Olhar para trás e lembrar de quando eu tinha os meus 20 anos e me projetava para onde estou hoje me deixa ao mesmo tempo orgulhosa de mim mesma, ansiosa e pronta para começar a projetar os meus próximos dez anos! Quem eu quero ser, como quero estar, que valores quero continuar carregando comigo, quais não valem o meu esforço e, mais importante, que estilo de vida quero ter para mim daqui há dez anos?

Para muitas das perguntas que tenho feito no decorrer da minha vida e que sempre me projetaram para onde eu queria chegar – afinal de que adianta você caminhar se não sabe para onde o caminho vai te levar? – eu já tenho respostas. Sim, comecei a agir hoje para determinar como quero estar – e não ser ou ter - aos 43 anos de idade.

A primeira providência que já tomo há uns cinco anos, e que continuo tomando e ficou mais forte ainda com a experiência da imigração - é a de acordar todas as manhãs me lembrando da MORTALIDADE – da minha e dos queridos (à minha volta, distantes, que já se foram e os que ainda virão).

Mortalidade esta que me dá – ao contrário do que quer fazer crer a vã filosofia – um maior prazer em viver cada pequeno momento da vida como um lindo amanhecer de verão, enxergar a beleza das pequenas coisas - principalmente da natureza (seja ela chuva, neve, sol, nuvem, pássaro ou vento)- como algo muito superior a toda a ganância e audácia que o ser humano consegue colocar em prática como uma forma de auto-engano diante de sua propria pequenez e mortalidade.

Faço pequenas coisas hoje – há dois dias antes de completar 33 anos de idade – para que elas me levem onde eu quero estar e como eu quero me sentir daqui há dez anos. Não, nada concreto como cidade, País ou até mesmo endereços que estarei. Entretanto, algo que me leve ao estado de espírito que quero preservar - independente do passar dos anos.

Sim, estou falando de equilibrio, paz, coerência de atitude com discurso , zelo com as palavras e plenitude do ser! O melhor de tudo é perceber que a cada aniversário que passa se separa dentro de mim o EU sou do EU não sou.

Feliz Aniversário para mim e que os primeiros dias dos meus próximos dez anos sejam dignamente sentidos e me tornem um ser humano melhor a cada dia. Senão, de que vale a nossa breve, passageira e mortal existência ?

Um Maravilhoso fim de semana à todos!

6 comentários:

Andréa disse...

Paula, em primeir lugar, um parabéns antecipado pelo seu aniversário. Que você consiga atingir seus objetivos de vida e que eles o levem onde você planejou.

Em segundo lugar, infelizmente não poderemos marcar de passar na sua casa hoje à tarde, pois haverá uma festa na casa onde estamos hospedados... Uma pena... Mas como vamos ficar em Toronto até o dia 27, vamos tentar marcar outro dia, OK? Depois vamos trocar nossos telefones por e-mail (temos até um celular aqui de Toronto, chique...). Anote aí: canada2008@globo.com. Me mande um e-mail e vamos nos falando.


Beijos,


Andréa

Ninha disse...

Eeeiiita coisa boa de se ler viu?
Acho Incrível como você cnsegue passar seus sentimentos por palavras.Consegue mostrar seus ideais e nos passar espiritualidade.Eu comecei a ler seu post pensando em te deixar um Feliz Aniversário, mas depois de ler tudo o que vc escreveu, eu vou fazer diferente. Vou te parabenizar por todos esses anos em que vc se projetou para ser quem és hj,com seus ideais sensatos e humanos. E te parabenizar tb por toooodos esses anos de busca que irão vir, pq vc contagiará a todos a sua volta com esse pensamento EU SOU.
Mais importante do que te parabenizar pelo dia 17/12, e te falar que eu gosto mto de um frase de shakeaspeare que fala : Não importa aonde vc esteja e sim aonde quer chegar.

Um grande abraço, parabéns e toooda felicidade pra ti
Ninha

Sandro e Família disse...

Apesar do aniversário ser seu quem ganhou o presente foram os leitores do blog com esse exemplo de vida colocado no post.
Continue com essa força que a vida lhe trará muitos presentes.

Parabéns !!!

Nanny Kyrillos disse...

Oi Paula,
parabens! Eu tb adoro fazer aniversario e acho o dia mais importante do ano para cada um de nos!
Beijos

Jeanne disse...

Eu achei que a vida passou tão rápido depois do 25...aí fiz 29 e quando me dei conta...no mês que vem teremos a mesma idade!
Eu sempre pensava como seria quando eu tivesse 30, 40 anos.
Quando se é novo a gente pensa que pessoas nessa idade já são veeeelhas. Não são não, eu não troco meus 30 pelos meu 20 nem pagando!
Parabéns e que você consiga realizar todos os seus sonhos.
Bs

Lizete disse...

Só hoje, dez dias, após, consigo, registrar algo!
É, minha filha...o tempo passa e, vc cada vez mais, nos surpreende!
Sem, comentários!Seu post, está incrível!Belo!
Beijos...beijos e, muita saudades!
Parabéns, por ser essa filha maravilhosa!
Paulo/ Lizete.