13.5.09

Torcedor Virtual

Acredito já ter mencionado a minha paixão por esportes em geral e o gosto pelo futebol. Entretanto, não me lembro de ter mencionado o meu time do coração - o Palmeiras. Desde o momento que eu consegui pronunciar a palavra Palmeiras eu torço pelo verdão, ou seja, desde muito pequenina. Claro que vindo de uma família de italianos (do lado do meu pai) alguém poderia dizer que seria um caminho natural torcer para o Palmeiras mas não foi o caso do meu querido irmão que torce pelo São Paulo por exemplo e nem mesmo de alguns primos (né Dani, Lucas e Lais?) que foram corrompidos por alguns tios desertores a torcer para o Santos mas enfim...

Ontem foi o jogo decisivo pela Libertadores da América entre o Palmeiras e o Sport e, para a minha felicidade e para a felicidade da nação verde, passamos para as quartas de final! Como a Globo Internacional não transmitiu este jogo eu tive que apelar para o Justin TV ou seja assistir ao clássico pela internet e aí foi diversão garantida (abafando o caso que eu quase infartei vendo o Palmeiras jogar na retranca a maior parte do tempo... torcedor sofre!).

Como temos a Globo Internacional e a mesma transmite os jogos do Brasileirão e do Paulista, esta foi a primeira vez que eu assisti um jogo pela internet e qual não foi a minha surpresa ao acompanhar o chat dos torcedores virtuais na janela ao lado da transmissão do jogo.  É cada besteira, diversão pura e garantida! O marido que na sala assistia a programação canadense e ouvia as minhas gargalhadas me perguntava se eu estava mesmo assistindo ao jogo ou a um show de comédia:) 

Tudo bem que com o Palmeiras mais defendendo do que atacando (acho até que devido a vantagem que tinha de poder empatar em 0 a 0 mas que mata qualquer torcedor do coração) e com as 3 defesas do Marcos (o meu santo de devoção:) eu acho que eu ria mais de nervoso do que qualquer outra coisa. Mas o fato é que conversa de torcedor virtual pode até ser mais divertida que as já engraçadas expressões e cantorias que você ouve no estádio (saudades do Palestra), ou seja, torcedor em geral tem uma criatividade que deveria servir de estudo para antropólogos e comunicadores se é que já não o serviu. 

Mas nem sempre o chat dos torcedores virtuais é tão divertido assim. Quando começou a cobrança dos penaltis eu tive que tapar o lado direito da tela do meu computador com uma folha sulfite para não ler o que eles falavam pois havia uns  "infelizes" que estavam com a transmissão uns minutos na frente da minha e ficavam narrando o jogo e quando um deles soltou que o goleiro do Sport havia defendido o primeiro penalti cobrado pelo Mozart eu quis morrer de catapora (parafraseando a minha querida amiga Caldeirinha) pois naquele momento, para mim o Mozart ainda colocava a bola na marca do penalty para bater! Foi aí que decidi tapar o chat com uma folha de sulfite e sofrer na solidão do meu escritório em frente ao meu computador. O marido, na sala, só ouvia os gritos de desespero e alívio..Affe.. ninguém merece decisão por penaltys mas o São Marcos mais uma vez esteve lá, firme e forte.

Após a minha primeira experiência em assistir a uma decisão por penaltis com torcedores virtuais eu cheguei a conclusão que torcedor é tudo igual , não importa o meio (estádio, tv, internet) chinga, chora, grita, sofre e diz coisas muito mas muito engraçadas mesmo quando está nervoso e torcendo pelo time do coração. 

3 comentários:

Familia 4M disse...

Oi Paula
Otima dica deste site
Ontem enquanto eu estava com os 2 olhos grudados nos ultimos episódios do LOST, o maridão tava com um olho no gato e outro na frigideira, ou seja, um no LOST e o outro no jogo do coringão no site que vc mencionou rsrsrs
Bjs

Marilena disse...

Vou dar a dica ao meu marido que acompanha pela uol sem ver imagem nenhuma. Ao mesmo tempo ele vai lendo a comunidade do corinthians no orkut e é diversão na certa pelas bobagens que o pessoal solta.
Apesar de torcer para o palmeiras quem sempre acompanha é o Sergio que vai me contando o que está acontecendo.

Mari

lizete disse...

Estou imaginando a cena! vc , rindo, e, meu genro , com um olho , lá e, outro , no dele!
Beijos.