8.8.07

Seguindo a rota das Baleias

Feriado que passou a equipe da Keep Going (Katiane e Peter sentimos sua ausência e nos divertimos por vocês!) se juntou novamente para explorar mais um cantinho deste país de proporções continentais e paisagens de tirar o fôlego.

Desta vez o sempre econômico e eficaz Golfinho do Rafael rodou 2.201 km (entre ida e volta) para nos levar até o Saguenay-St.Lawrence Marine Park ou Parc Marin du Saguenay-Saint-Laurent (como preferem os Quebequenses) situado ao norte da cidade de Quebec.

O encontro do Rio São Lourenço com o fiorde Saguenay – o único fiorde navegável da America do Norte – não somente cria um ambiente rico em plankton perfeito para sobrevivência das baleias como também uma encantadora paisagem única dos fiordes.

Chegar até onde chegamos e não fazer o passeio de barco que leva para apreciar o balé das baleias é como ir à Roma e não ver o Papa - se bem que eu fui até Roma, não vi o Papa e a cidade me pareceu linda do mesmo jeito..rs – então para melhor dizer é pior que ir à Roma e não ver o Papa.

E lá fomos nós para o que seria um dos mais encantadores passeios ecológicos que já fiz. Claro que a equipe aventureira da Keep Going escolheu o Zodiac (menor, mais veloz e que proporciona um contato vamos dizer mais próximo com a água e a natureza ao redor).

Para chegar até a zona de observação das baleias o piloto faz manobras radicais em alta velocidade pegando carona inclusive nas ondas deixadas pelo rastro do barco maior e mais lento (opção para os que não curtem tanta adrenalina nem tampouco o contato mais “íntimo” com a água). Tudo de bom! Vento no rosto, reflexo do sol nas águas do imponente São Lourenço, rochas formadas pela glaciação que cobriu parte da America do Norte há mais de mil anos e para completar elas – as baleias!!

Como são espécies ameaçadas de extinção há todo um cuidado e regras que os barcos seguem para proporcionar momentos indescritíveis ao eco-turista – chegar a pouco mais de 200 metros das baleias. A partir daí nenhum barco mais passa.

A única vez na minha vida que chegei tão perto de uma baleia foi no show da Orca no Playcenter e vamos combinar que não há nada de ecológico em ver o bichinho lá em cativeiro sendo treinado para abanar o rabinho para a platéia. Tudo bem que, na época, fez a minha alegria e a de muitos. O fato é que observar a natureza e os animais em seu ambiente natural, como já escrevi por aqui, sempre me leva para mais perto de algo muito superior ao meu próprio entendimento me trazendo momentos sublimes de paz interior e realização!

Para fazer este passeio dormimos no vilarejo de St.Simeon que não sem motivos se auto-denomina a capital das baleias. Isso porque a não menos charmosa, entretanto mais agitada e turística Tadoussac, estava com seus hotéis e pousadas todos ocupados. Com isso, ficamos no quarto mais barato da viagem inteira com vista para o rio e tudo em outro cais de onde também partem os passeios para observar as baleias.

Depois de brincar de Pinochio (não fomos engolidos pelas baleias mas chegamos bem pertinho delas), começamos a voltar para a parte mais urbana do passeio e fizemos a visita à Quebec City e Montreal. Nesta última, outro ponto auge do passeio – a entrada e a volta completa no circuito de fórmula 1 de Montreal (confiram estas e outras imagens da viagem no nosso álbum de fotos ao lado).

Sem dúvida esta foi mais uma excepcional realização da equipe Keep Going e agora que estou com minhas energias renovadas para voltar para a labuta diária de imigrante repito o slogan criado pelos donos da agência :

“Canadá guenta nóis!!”







6 comentários:

Anônimo disse...

Fiorde, baleias, beluguitas, emoção, verde, paisagem ...

Nada disso teria acontecido se não tivéssemos companhias tão agradáveis conosco.
As melhores viagens fazemos quando temos as melhores companhias.

Desta vez fica mais uma inesquecível... O rato do Maurício no quarto. Novamente algo impagável.

A próxima ?? hummm, vamos pensar!

Beijos,
Keep Going

Thelma disse...

Paula, adorei as fotos! Eu fiz um passeio de barco pra ver baleias em Cape Cod (MA). É muuuito emocionante ver um bicho daquele tamanhão tão pertinho, né?
Eu passei um dia em Montreal, então só deu o gostinho de quero mais e Quebéc City também está nos planos... Viajar é sempre bom pra levantar o astral, não é não? ;-)
Beijocas

K disse...

UAU! Muito legal!!! E é bom dar essa animada também!

Lá em Vancouver, fui ver as Orcas... indescritível. E uma parte mais legal também era ouvir o barulho que elas faziam através do equipamento do barco... putz! Muito legal mesmo!

Beijo,

Camila.

Rogério disse...

É isso aí!!! Ótimo passeio!!!

Obrigado pelo post no blog.

Para variar, como um imigrante agoniado, lá vai uma pergunta.. rs.. a nossa primeira cidade é Ottawa, mas Toronto não está descartada pq a oferta de emprego na área financeira é muito grande,como é o mercado de trabalho em geral na tua cidade?

Grande abraço e obrigado!!!

Rogério

LIZETE disse...

E...AÍ, MINHA MENINA, NÃO TEVE NENHUM, MAL ESTAR????NESSE..BARCOOO..????
É.....O QUE FAZ, UMA BELA IMAGEM!!
BJS.....

Ana Celia disse...

Muito legal essa viagem, Paula! :)
Depois quero mais detalhes desse lugar que vcs foram em Quebec...:)


Bjs,
Ana