4.4.07

O dia em que o elevador parou


Há coisas na vida da gente que, de tanto utilizarmos, só nos damos conta de sua real funcionalidade quando ficamos sem. Semana passada (semana agitadinha esta!), em um átimo de segundo dei-me conta de quão interessante é quando o elevador funciona!

Durante toda a semana eu trabalhei no show office (o escritório da administração da feira Oneofakindshow - cliente da agência para a qual estou trabalhando) e perdi as contas de quantas vezes eu, a minha supervisora, a Diretora da Feira e suas assistentes subimos e descemos aquele elevador.

Tudo transcorria na mais perfeita normalidade, ou melhor, aquela sexta de normal não teve nada quando a minha supervisora resolveu me deixar "in charge" no evento o dia todo. Isso mesmo, fiquei sozinha representando a agência e recebendo imprensa no evento enquanto durante o dia ela me ligava pedindo reports (relatórios atualizados).
Se por um lado estou adorando isso de cada vez mais ela me dar mais responsabilidades, por outro brinco sempre com o Mauricio que não tem graça nenhuma está brincadeira - tamanha a "responsa".

Pois bem, após um dia inteiro de trabalho sob a responsabilidade de coordenar tudo que dizia respeito à imprensa, olho para o relógio e são 5 da tarde. Como já cantou o lendário Joey Ramone pensei "Hey, Ho, Let's Go".

Quem me dera... entro no elevador para chegar até o escritório e pegar minhas coisas e nada de subir. O "indivíduo" resolveu ficar parado entre dois andares.
Enquanto eu me dava conta do que tinha acontecido (estava sozinha no elevador), só ouvia a voz da diretora da feira do lado de fora - "Ah não , toda feira este elevador dá problema!" E mais que prontamente (ainda sem saber que eu estava lá dentro) o assistente dela já acionava o rádio e pedia ajuda aos "universitários".

Eu - que também estava com rádio sintonizado no mesmo canal da diretoria - ouvi e pensei - "bom entao agora é só esperar pelo resgate". Passaram-se dez minutos e nada. Olhei para o rádio e ele olhou para mim...Lá vou eu...

"Show Office, Show Office ...Paula na escuta e presa no elevador. Vocês sabem se alguém já foi mandado para resolver o problema? A graçoca da Mad pergunta: "Paula, você está dentro do elevador?" (até então ela sabia do problema mas desconhecia o fato de haver alguém preso dentro) Paula responde - "YEP".

"Estamos acionando o Fire Department ok?" Eu disse ok e pensei (mas eu estou ótima, não sou claustrofóbica, estou sozinha e não tem nada pegando fogo aqui rsrs) mas vamos aos procedimentos!

Menos de meio minuto depois chega o Fire Fighter (leia-se FF) e começa o que seriam os 30 minutos mais surreais e engraçados dos útlimos tempos. Inicia-se o procedimento do resgate:

FF - " Qual o seu nome? Você tem celular aí? Quantas pessoas estão aí?

Passei as primeiras informações e ele começou...

FF - "Paula, eu estou aqui do seu lado e não vou mais sair daqui enquanto não chegar a pessoa que vai arrombar o elevador ok? Vc está bem?"

Paula - "Sim, sim estou bem moço."

alguns minutos depois e o FF prossegue:

FF- "Vc está sentada? As luzes estão acesas? Você trabalha aqui?

e lá fui eu respondendo tudo na maior calma .. (se tem uma coisa que não adianta nestas horas é nervoso. Afinal eu estava com uma equipe inteira trabalhando lá fora e toda a diretoria/staff da feira acompanhando pelo rádio - EXCELENTE!).

25 minutos depois eu brincava com o bombeiro...

"Tá tudo bem moço, podia ser pior... eu poderia estar no escuro e o elevador poderia ser menor .. A diretora da feira poderia estar aqui.. eu já estava indo embora mesmo"

FF- "Podemos te pagar um café depois.."

Paula - "Não carece não moço..."

30 minutos depois ouço os primeiros movimentos do arrombamento da porta do elevador..
Quando saio percebo que, além do bombeiro, havia um paramédico , o cara que arrombou o elevador e um segurança que pegou meu nome completo , endereço e telefone.

FF - "Está tudo bem mesmo..?" e eu na maior normalidade "Está sim moço eu aproveitei para meditar um pouquinho." Ele ria e logo me liberou para ir embora..

Resultado dos 30 minutos presa no elevador - excelente networking.. Não há um cristo em todo o staff da feira que não me conheça pelo nome depois dessa!



6 comentários:

Jeanne disse...

Tenho 2 histórias que têm a ver com elevadores:
No ano passado fiquei presa no elevador da empresa durante 5 minutos num breu total com um colega. Naquela hora me lembrei dos filmes em que isso acontece e vc está sempre com um homem L-I-N-D-O de morrer ao teu lado, mas no meu caso o cara era feio de dar dó!
Na terça passada SP parou e vários bairros (inclusive o meu) ficaram sem energia das 16 às 22hs. Depois de enfrentar 1 hora de um trânsito caótico para percorrer 7 km tudo o que eu queria era chegar em casa e tomar um banho. Ledo engano! Tive que subir 11 andares de escada e me contentar com uma ducha gelada.
Realmente o elevador é algo fundamental em nossas vidas!

Leslie disse...

Amiga, excelente história... só vc mesmo!! Vc e os elevadores... Lembra quando vc deixou seu crachá da J&J cair no vão do elevador? Adorei o post! bjs

Leslie disse...

esqueci de dizer: este final de semana choveu no Guarujá. Resolvi seguir os conselhos do Mauricio e liguei o Odissey... vc não tem idéia o quanto eu me diverti!!! Humerson, faltou vc para perder de mim na corrida de carrinhos... bjs

Zuina disse...

Amiga Paula,
devo dizer que eu estava um tanto quanto atrasada na leitura dos últimos posts.
Massss, quando Leslie Diorio hoje no almoço me contou que eu fui citada recentemente em um deles, vim correndo pra ler (eu já disse que eu me acho o máximo do chique sendo citada no seu blog, sim?)

Pois bem, vamos por partes (ou melhor, por posts): consegui até sentir a atmosfera do boteco que vc descreveu. Poxa, como eu não fui lá, como ninguém nunca me falou desse lugar!?

Seu comentário do show de rock me fez lembrar de uma piadinha que eu ouvi por aí:
"Como vc faz para esvaziar uma piscina, lotada de canadenses, sem tumulto e em poucos minutos?
Diga a eles: por favor, precisamos esvaziar essa piscina, sem tumulto ou pânico, em poucos minutos".

O elevador:
Ri sozinha com a história, ótima! Uma das melhores até agora, na minha opinião.
Muito sua cara!..rs

Beijos
Zuina

Fabi disse...

Não creio... ainda bem que não foi comigo, hahahaha... não uso mais aquele elevador!!!!! Ainda mais depois desse comentário que ele sempre quebra... Bjokas

Lizete disse...

Ufa!! Ainda bem que soube,somente depois!!Ai ai aii....Como mãe só posso dizer;" graças a DEus,vc é controlada!Mostrou e provou!! Parabéns!!""
Ai se fosse comigo!!
bjs...