31.3.11

Pão Francês

Não acreditei. Fiquei perplexa. Passada mesmo, acho que de tanta felicidade e cansaço ao mesmo tempo! Cansaço porque aquele era nosso primeiro sábado (digo dia) na casa nova e eu só fazia desempacotar mudança (ainda estou fazendo mas bem menos). Felicidade porque o marido trazia da rua o meu amado, delicioso, gostoso e imbatível Pão Francês!!!!

Naquele dia faltou apenas a mortadela no meio dele (o meu querido pãozinho) mas foi queijo branco mesmo e eu me ludibriei dizendo a mim mesma que era mais saudável. Ok, saudável mas não mais gostoso. Enfim, quando dei a primeira mordida o meu paladar quase não acreditou que estava de fato comendo um verdadeiro pão francês, não um fajuto como muitos que já vi por aqui.

Aquele mesmo, sagrado de toda manhã e que, desde que nos mudamos para o Canadá, perdeu lugar para o famijerado pão de forma, que tem lá seu charme mas nunca vai chegar perto de um real e legítimo pão francês. Esse sim, vai bem com tudo!

E quando pensava que minha felicidade estava completa o marido me traz a informação que ao atravessar a rua, em nosso novo endereço, há uma padaria de verdade! Não um Tim Hortons nem um Starbucks, uma P - A - D - A - R - I - A! Coisa dos Portugueses que aqui habitam graças a Deus!

O nome do paraíso na face da terra? BRAZIL BAKERY:) Eu sei, engraçado mas não importa. Aliás se pararmos um pouquinho para pensar vamos perceber que o conceito da padaria brasileira foi mesmo trazido pelos Portugueses, então no frigir dos ovos as padarias brasileiras são na verdade de origem portuguesa, mas como disse não vamos brigar por isso vamos é aproveitar que depois de tanto tempo vou poder abandonar o famijerado pão de forma e voltar para o meu lindo, delicioso e tudo de bom pão francês . Bom sem contar nas coxinhas, nos bolinhos de bacalhau e nos diversos outros tipos de pães que há ao meu alcance agora.

Tudo bem vai, acho que isso de ter padaria de verdade do outro lado da rua não vai prestar. Só não estou mais preocupada porque agora tenho lances de escada para subir e descer o dia todo e um filho de um ano e 3 meses que mais parece uma maquinha de sugar energia da mãe dele! Então tá tudo certo:)

Detalhe, quando viemos ver a casa para alugar nem sequer percebi que havia esse oasis do outro lado da rua!

10 comentários:

Andréa disse...

Mais um ponto pra Mississauga!! E aí, tá gostando de morar aqui? Qquer dia vamos marcar de nos conhecer pessoalmente, né? Tomar um café, comer um pão de queijo (meu maridão faz um q é uma delícia!).
Beijos,
Andrea
Vizinha de condomínio

leslapins disse...

Quantos pontos essa padoca em frente de casa contou para a escolha da casa, heim?? ;)

abraços
Erika

Paula Regina disse...

Vizinha eu estou adooorando a região!!! Além de ter mais espaço e muuuuuito mais armário eu continuo fazendo tudo que fazia antes a pé! Biblioteca, mercado, compras, lojas. Já matriculei o Arthur na natação e eu na academia do community centre e ontem descobri o parque enorme que tem aqui atrás de casa , o máximo!

Quanto a marcar uma visita só se for agooora, com pão de queijo e tudo huumm! Vamos nos falar por e-mail e vemos que dia é melhor e marcamos.

bjs e valeu pela dica da área!

Marcelo e Janayna disse...

Oba, então qdo formos te visitar vou querer essa iguaria tbm. A gente leva a mortadela e depois sai correndo atrás das crianças pra queimar as calorias!!!!
Saudades,
Bjo, Jana

Piaçava disse...

Por acaso onde você mora tem um Applebee's quase ao lado da padaria portuguesa? Se for eu sei onde é. Fomos lá uma vez e adoramos a região.
Felicidades na casa nova.
bjs

Anônimo disse...

Oi Paula,
Boa sorte na nova casa!
Também estamos no processo de imigração federal, aguardando os exames médicos que não chegam! Iremos a Toronto em maio pois pensávamos que já estaríamos bem mais adiantados no processo nesta época mas até agora nada... rsrs
De qualquer forma gostaríamos dar uma pesquisada em imóveis para alugar e pretendemos nos estabelecer em Mississauga também. Vc sabe se é possível visitar os imóveis disponíveis sem estar morando aí ainda, ou seja, para dar uma bisbilhotadinha e ter uma idéia de onde vamos querer ficar? Será que conseguimos contatar alguém ainda daqui do Brasil? um grande abraço! Sil

Anônimo disse...

Que noticia maravilhosaaa!!! Adorei a dica, dia 26 estou chegando, e dia seguinte ja vou conhecer a padoca,rsrs, beijos Alessandra

Pati e Temps disse...

Não acredito!!!!
Acho que é o que tenho sentido mais falta por aqui: meu pão francês recém saído do forno...
Bem que esses portugueses poderiam dar uma passadinha aqui em Saskatchewan... rsrs

Lupatinadora disse...

Pra ser perfeito só se essa coxinha for de catupiry!!!

Eu mesmo no BR só comia pão de forma de preguiça de ir na padaria - aqui quando dá vontade compro baguete, que é o mais próximo que achei de pão francês "brasileiro" (o French bread daqui é muito molenga pro meu gosto!).

lizete disse...

kkkkk só você mesmo , heim Paulinha?
Mortadela com pão francês é tudo de bom, e o cafezinho de seu pai..humm...Penso muito mais em você quando faço isso!Delicioso!Que ótimo , agora está completo! rsrs...Beijãoo, principalmente nesta coisinha mais fofa do mundo! Vovó te adora!