1.10.07

Programa familiar de domingo - jogo do Blue Jays

Dois fins de semana se passaram e eu não havia tido a chance de registrar por aqui a nossa ida ao primeiro jogo de beisebol. Graças à uma combinação de vários acontecimentos (comemoração de um ano de Canadá, do meu primeiro emprego, a visita da Cris –este post sai ainda esta semana) muito felizes todos ao mesmo tempo, está difícil acompanhar a velocidade dos fatos por aqui mas vamos à eles em um exercício de retrospectiva!


No domingo – 14 de setembro –graças à gentileza dos queridos Rafael e Liliane que nos cederam um par de convites muito dos VIPs (ficamos à dez fileiras do gramado), fomos ver o Blue Jays (time de beisebol de Toronto) perder para o Orioles. Entretanto, o resultado do jogo pouco importou levando-se em conta que era nosso primeiro jogo de Beisebol em Toronto (e ainda por cima de graça, sim porque para gastar $120 - este era o preço dos nossos lugares vips, há ingressos bem mais baratos - com ingresso o casal só se for com basquete da NBA e mesmo assim ainda em um futuro um pouco distante. Bem, agora nem tão distante assim com a renda do casal um pouco melhorada graças ao meu emprego:).


O que valeu mesmo foi o espetáculo, a nossa imensa alegria (lembram que estávamos comemorando neste dia ao mesmo tempo um ano de Canadá e o meu primeiro emprego) e a sempre gentileza dos nossos queridos amigos que coincidentemente acertaram a data do jogo com todos estes acontecimentos marco em nossas vidas em terras Canadenses.


Como tudo isso já não fosse suficiente, ainda tivemos a oportunidade de ver de pertinho um dos nossos ídolos do Toronto Raptors (o time de basquete de Toronto que disputa a liga da NBA). Lembram-se dos lugares vips? Pois é, o Parker e toda a sua família estavam lá bem pertinho (confiram o slide). Vocês não tem noção o que este cara jogou na última temporada da NBA (estou louca para que ela recomece e o Raptors volte em ação!).


Preocupado com a veloooooooooooooooocidaaaaaaaaaaaaaaadeeeeeeeeeee do jogo de beisebol? Aqui na América do Norte (EUA e Canadá) os seus problemas se acabaram porque "oh" povo para saber envolver e fazer aquele espetáculo em torno de qualquer esporte e apresentação! Eu nem percebi as quase três horas de jogo até porque a diversão garantida no beisebol é ver o desespero dos torcedores em conseguir pegar a bolinha cada vez que o Pitcher arremessa e manda a bolinha na platéia. Acontece isso o tempo todo! Haja bolinha para uma partida...



5 comentários:

Thelma disse...

Paula, eu aprendi a gostar de baseball na América! Fui a um jogo do Yankees e simplismente fiquei maravilhada com toda a empolgação da platéia. Agora sou pra sempre Yankees! ;-)

Jeanne disse...

Sou completamente ignorante no assunto, não consigo entender esse jogo!
Bjs

Leslie disse...

LET´S GO BLUE JAYS! LEMBRO-ME EXATAMENTE DO DIA EM QUE FUI VER O BLUE JAYS JOGAR! MEU AMIGO VENEZUELANO TENTOU ME EXPLICAR EM INGLES AS REGRAS DO JOGO. IMAGINE A CENA... CLARO QUE NÃO ENTENDI NADA, MAS VALEU PELA FESTA QUE EU VI. BJS

Mirela disse...

Oi Paula
Comemoração em alto estilo heim!!
É isso aí, e que venham muitas e muitas comemorações, como dizem depois que arrumamos emprego: Agora sim a vida começa!
Super beijo

Sandro e Família disse...

Paula

Fui assistir a um jogo do Blue Jays contra o Yankees no Rogers Center e me tornei desde então torcedor do time....de Toronto lógico..rss !!!
O problema foi que o jogo ficou empatado no final e tiveram que jogar mais 5 innings para descobrir o vencedor, e com isso a partidinha levou "apenas" 6 horas.

Abração