17.3.09

Marido Russo

Não é de hoje que o marido chega em casa dizendo que não raras vezes as pessoas o confundem com Russo, claro que quando ele está de boca fechada diz ele. E eu sempre achando que até aí tudo bem pois ele poderia também passar por Alemão, Austríaco por conta da sua ascendência...

Há não muito tempo, o marido ganhou um novo colega de trabalho e adivinha a nacionalidade dele? Russa. E não é que até os Russos acham que o marido passa fácil como um Russo! Já eu, no momento fazendo amizades com um Ucraniano e uma Cubana filha de Russa (pois é, esta é a Toronto que eu amo:), estou explorando e entrando cada vez mais em contato com as riquezas que a gastronomia e as culturas Russa, Bielo-Russa e Ucraniana tem a oferecer, agora descobri que de fato tenho um marido "Russo":)

Semana passada fomos conhecer um mercado, indicado pelo amigo russo do marido e frequentado pelas comunidades russa e ucraniana de Toronto, que é um verdadeiro oásis quando o assunto é gastronomia russa, ucraniana e outras "cositas mas" do leste Europeu !

Fomos até lá não apenas para conhecer mas também porque o marido que sempre gostou de caviar (e não é que ele é russo mesmo e eu não havia notado:) sismou que queria comer caviar! Já eu que não curto caviar mas amo um salmão defumado e os chocolates e biscoitos poloneses e agora sou fã do chocolate ucraniano, deixei o marido na prateleira do caviar e me distanciei um pouco. Não o bastante para perder a cara que o marido fez quando a atendente virou para ele em RUSSO e soltou o código ininteligível do qual só entendemos as palavras Svaroviski, Vodka, Spassiva e Putinski.

Claro que a atendente não falou nenhuma das 4 palavras que ele conhecia de russo e o pobre só foi capaz de soltar um "I am sorry..." e virar para mim dizendo: o meu problema é que eu pareço russo!! E eu logo completei : "agora falta aprender o idioma deles rsrs". Em um átimo de segundo a atendente trocou para o inglês e aí fez a alegria do marido lhe oferecendo para degustar os 4 tipos de caviar que lá existiam.

Quando eu volto para a cena do crime, o marido estava lá parecendo uma criança se deliciando com a iguaria muito apreciada pelos russos e feliz da vida com os seus 100 gramas de caviar (sim, porque para fazer como os russos que passam o caviar no pão no café da manhã haja bufunfa com o quilo do caviar custando 100 dolares!). Segundo o colega russo do marido, há uma outra loja em Toronto que cobra $50 o quilo, ou seja, a metade do preço - ah tá!

Mesmo se você não aprecia caviar mas gosta de um bom salmão defumado, uns doces do leste europeu, azeitonas gregas genuínas e até uns pães assados, o YUMMY MARKET que fica na Dufferin Street em North York é uma ótima pedida! Nós adoramos e eu, que fui convencida de ter casado com um marido russo mesmo sem saber,  vou tratar de comprar um BORODINSKI (o pão preto usado pelos russos para passar o caviar no café da manhã) para quando der um outro surto russo no marido de querer comprar caviar:) 

9 comentários:

Taty disse...

Ah, tinha que colocar uma foto do marido para vermos hahahahahaha.... ele tem barba ruiva?? meu amigo tb parece russo, mas acho que sabem que ele não é (e sim judeu) por causa do nariz hahahahaha.... no meu caso todo mundo (de fora do brasil) fala que eu tenho cara de grega (mas minha familia é de lá, então não conta) hehehehe.... mas essa coisa de "caras" é cômica.. minha amiga foi pro Canadá, sem saber francês, e todos achavam que ela era francesa hehehehehe.... pra mim ela tem cara é de brasileira (nossa, mas qual será a cara de brasileiro???)
beijos

Flávio Café disse...

kkkkkkk só em Toronto mesmo para o atendente ter essa versatilidade. Mas cá pra nós, Caviar é muito ruiiiiiiimm!!!!!! Ruimzovisky!!!!! kkkk

Jeanne disse...

boa dica! Eu estou a procura de restaurantes europeus para sair da mesmice de comida chinesa, indiana, grega, mexicana e italiana.
na verdade, estou querendo conhecer umas coisas do oriente, tipo afeganistao, iraque, etc.
ah, na dufferin x stelles tem uma bakery russa que minha ex-gerente polonesa disse ser muito boa. Ela comprou um bolo no meu ultimo dia de trabalho e estava realmente muito gostoso. O duro eh que nunca me lembro de ir la.
Bjs

travelandtrips disse...

Oiii..

Cai de paraquedas por aqui e adorei o blog..

Voltarei + vezes..

=)

http://travelandtrips.wordpress.com/

Luciana e Marcelo disse...

Oi Paula !


Confesso: esse post foi demais !!!!
Ficou eu aqui imaginando a cena do atendente e a cara do seu marido.

Abracos.
Marcelo e Lu

Paulo Mello disse...

Brasileira, morando no Canadá, marido Russo, isso é que é globalização!!!!! (risos)

lizete disse...

Meu Deus!! Eu daqui , só imagino , a carinha de meu genro, dizendo :' I am sorry!"'...todo , tímido, e, ficando vermelho! rsrsr..É..e, viva a miscigenação , do povo brasileiro!
beijos/Saudades!

Adriana disse...

Ola Paula,

Eu passo pela mesma situação do seu marido... Já me perguntaram se eu era vietnamita, tailandesa e coisas da região do sul da Asia. Ninguém merece, rsrsrs...

Dani disse...

Caraaaaca! Há meses eu não passava aqui no blog. Morri de rir com seu post, uma vez que conheço o russo em questã. Acho que são as bochechinhas rosas, que confundem...
beijo, saudades monstro!!!
ps: caviar é ruim pra caramba!
;-)